QUANDO DEVEMOS PENSAR EM INICIAR A INTERVENÇÃO NUTRICIONAL PARA BEBÊS E CRIANÇAS COM INGESTÃO ALIMENTAR REDUZIDA?

Nutrição Pediátrica
Data de publicação: 01/11/2018
QUANDO DEVEMOS PENSAR EM INICIAR A INTERVENÇÃO NUTRICIONAL PARA BEBÊS E CRIANÇAS COM INGESTÃO ALIMENTAR REDUZIDA?

É comum relatos de mães sobre o baixo ou irregular consumo de alimentos pelos seus filhos.

A infância caracteriza-se por uma fase intensa de crescimento e desenvolvimento. É comum relatos de mães sobre o baixo ou irregular consumo de alimentos pelos seus filhos, como por exemplo, bebês que ingerem pouco volume da fórmula infantil, a criança que apresenta grande recusa alimentar durante as refeições. Relatos como esses, devem ser considerados e analisados com cautela, pois podem estar associados, quando de forma prolongada à perda de peso e consequente impacto no estado nutricional.

Um importante sinal de alerta a ser observado, é quando a ingestão alimentar do bebê ou da criança for inferior a 80% das necessidades nutricionais diárias, por um período superior a 10dias!

Em bebês, com menos de 1 ano, quando esta situação estiver presente, é preciso que uma intervenção nutricional seja realizada em até 3 dias. Nos maiores de um ano, o prazo deverá ser em até 5 dias.

Referências:

Romano C et al. Current topics in the diagnosis and management of the pediatric non organicfeeding disorders (NOFEDs). Clinical Nutrition. Volume 34, Issue 2, April 2015, Pages 195-200ESPGHAN Committee on Nutrition: Practical Approach to Paediatric Enteral Nutrition. AComment by the ESPGHAN Committee on Nutrition. JPGN 2010;51: 110–122